Posts Tagged 'Mensagens de Jesus'

Por que ter medo de mim? Digam-me SIM.

Jesus Amor
Minha querida filha que amo, eu, Jesus Amor, te faço começar de novo tua escrita para que as palavras sejam claras para ti.

Tu estas escutando-me. Te amo e te quero completamente em mim. Minha filha, te amo. Tudo vem de mim, tudo estás em mim, Jesus, teu Deus Todo-poderoso. Te amo tanto. Escreve tudo o que é de mim. Eu sou bom, claro, não complicado. Sou simples e humilde de coração. Tu és minha, eu sou teu. Tudo é a Vontade Divina.

Os filhos que meu Pai do Céu me deu, os quero a todos em mim, como estou por completo nesta filha.

Meus filhos, eu respeito seu caráter, seus costumes de “demasiado” ou de “não suficiente”. Não exijo nada que não possam dar-me. Eu sou tão bom, tão puro! Por que ter medo de mim? Seu SIM é necessário para seu abandono em mim. Eu tenho as mãos atadas quando se SIM ao abandono não foi pronunciado. Seu atuar é o de vocês, não o meu, meus filhos.

Quantos entre vocês navegam sós, sem mim, seu Jesus Amor! Vocês vão por caminhos demasiados difíceis; encontram tantos perigos. Vejam por vocês mesmos quantas infelicidades há ao seu redor. A violência e os mortos os fazem estremecer. Vocês tem medo. Pela noite, vocês cerram com ferrolhos suas portas, têm medo dos ladrões que levam seus bens e sobre tudo que ataquem seus corpos.

Sim, meus filhos, vocês não estão seguros na terra. Sabem por que? Porque estão sós. Sabem meus filhos, que quando se está só, se corre o risco de encontrar-se em um impasse onde tudo está escuro, onde nada vai bem; se é infeliz sem o amparo do amor.

Meus filhos, seus pontos de apoio e seu amor são tão frágeis. Tudo pode vir abaixo no momento que vocês menos esperam. Eu, Jesus seu Salvador, seu Libertador, quero tomar-los em meus braços para fazer-los avançar em seu caminho, ele de vocês, não do outro. É comigo, Jesus Amor, que devem avançar.

Eu sou o caminho onde tudo é fácil, claro, sem armadilhas. Eu sou a Luz que esclarece seus passos. Sou a Verdade que os ajuda a não cometer demasiados erros. Meus filhos, mais seu SIM é sincero, puro e nobre, mais avançam na felicidade. Tudo se torna para vocês tão simples: não mais medo, não mais erros. Suas angústias, suas fobias, seus defeitos, já não existem; vocês amam! Sim, meus filhos, vocês se convertem o que eram desde a muito tempo: o amor.

É o pecado que lhes tirou o amor. O Amor não pode coabitar com o pecado, ele o combate. O pecado é falso, mentiroso, violento, egoísta, tão vão, tão perverso. Tudo nele é tão negro, tão frio, tão só; tudo nele é maldade. Eu os falo do Maligno. Ele toma a confiança em vocês sem que se deem conta, meus filhos. Ele ata seus corpos com cadeias que os fazem tão mal.

Quantos se reconhecem na enfermidade, no suicídio, na violência, na dominação do dinheiro, para cobrir sua falta de amor? Vocês estão dispostos a forçar seu próximo para que lhes dê esta felicidade que lhes falta em seu interior. O amor não se compra, meus filhos. Não pode ser forçado, nem maltratado. Ele é tão bom, tão doce!

Meus filhos, quando vocês sentem agredidos por outra pessoa, o Maligno aproveita e busca fazer-los reagir violentamente contra seu próximo. É ele que os faz reagir com cólera; vocês não podem controlar seu medo, sua pena, seu desespero.

O amor não é assim: ele é gratuito, livre, verdadeiro, doce; ele dá, ajuda, ele á tão bom. O Amor perdoa. Quando vocês dão seu SIM ao Amor, vocês se dão a oportunidade de serem felizes. É tão bom saber que vocês não estão sós, que têm um amigo: Jesus.

Sou eu, o Amor, que caminha com vocês, em vocês, em sua vida. Por meu poder, vocês estão seguros. Digam-me que me amam e que me entreguam sua preocupações, suas esperanças de amor. Eu os preencherei, lhes darei o que lhe falta, o amor. Este amor os trarás a felicidade em vocês mesmos e com seu próximo.

Meus filhos, eu estou em cada um de vocês. Eu estou em ti, em cada um de todos vocês. Quem queira que seja, eu os amo, meus filhos, pouco importa que sejas o pior do rebanho. Eu vim a terra pelo pior do rebanho, pelo mais infeliz. Eu estou em vocês. Não duvidem, meus filhos, que os amo. Jesus, o Rei do amor, os quer a todos comigo. Vocês são minha pessoas, melhor ainda meus amigos do Reino.

Venham, meus amigos, seu lugar está ali que os espera em mim, eu sou a Vida eterna. Nada morre em mim. Eu sou a Vida que jamais termina. Amem, eu os digo, quem morre em mim tem a vida eterna. Amém.

Fonte: Tradução livre da mensagem nº 116 de 23 de Maio de 2001, do Primeiro Volume do livro “Amor para todos los míos, Jesus”. Por ‘La hija del sí a Jesús’, editado (em francês) em Granby, Canadá por Les Éditions FJ, traduzido para o Espanhol por Sabino y Sulema Alas. Tradução para o Português por JNW.

Anúncios

Quando a alma se apoia em nós, nós a tomamos.

Jesus
Tudo é confiança nos que me entregam tudo. Tudo está em mim. Jesus Amor. Entreguem-me tudo. Tudo é meu; eu só sou tudo. Eu posso tudo. Eu sou Omnipotente. Somente eu sei o que os convém: eu os amo. Amem a seu Jesus Amor.

Tu que te sentes tão pequeno, me dirijo a ti, que lês estas palavras. Tu és eu, eu tu. Eu te amo. Instrui-te em mim, tudo é perfeito em mim. Em mim tudo é verdade. Sou eu teu Mestre de vida, de tua vida eterna.

Eu os amo. Cabe a vocês de dar-me tudo. Deixa-me amar-te, tu que lês; tu, tu, tu… Amém.

Fonte: Tradução livre da mensagem nº 113 de 21 de Maio de 2001, do Primeiro Volume do livro “Amor para todos los míos, Jesus”. Por ‘La hija del sí a Jesús’, editado (em francês) em Granby, Canadá por Les Éditions FJ, traduzido para o Espanhol por Sabino y Sulema Alas. Tradução para o Português por JNW.

Eu não os julgo.

Jesus Amor.
Toda a vida de vocês é minha, meus filhos. Quando vieram a este mundo, eu tomei meu lugar em cada um de vocês. Eu conheço tudo em vocês, nada me escapa. Estou muito perto de seus corações! Eu os conheço melhor de que vocês mesmos se conhecem.

Eu seu quando seu coração está penalizado. No seu sofrimento, os faz fazer atos contra vocês mesmos. Vocês se amam um dia, no dia seguinte, não sabem mais quem são. Vocês se dizem: “Quem sou eu? Ontem eu me amava e hoje me detesto? Era bem eu que ontem me via sorrindo no espelho sendo que hoje meus olhos se desviam de olhar a mim mesmo?”

Sim, meus filhos, vocês que tem vergonha de ver-se, eu, Jesus, estou em vocês. Eu os conheço tão bem! Quando vocês se fazem mal, sei que seus olhares se afastam de vocês mesmos, para não ter que julgar-se. Eu, meus filhos, os vejo. Eu não os julgo. Os amo demasiado para isso. Eu quero ajudar-los a conhecer-se tal como vocês são realmente: uma ovelhinha ferida por ela mesma.

O mal se introduziu em vocês sem que se tenham dado conta. Ele os faz serem diferentes de que são na realidade. Este mal está em vocês como um intruso que viola seu interior. Ele é o ladrão de seu bem que é amor. Vocês que são amor, sabem o que sentem e sofrem por ser assim.

Este mal os destruí, meus filhos. Vocês não se amam, sentem aversão de vocês mesmos; não aceitam de ter sentimentos que estão em desacordo com seu interior, que é amor. Vocês, meus filhos, que tomam consciência que não são o que apresentam ao exterior, são infelizes.

Meus filhos, você não perdoam suas faltas. Eu, Jesus, os ajudo amando-os tal como vocês são. Meus filhos, vocês são tão frágeis. Eu me ocupo de vocês sem reprender-los, como um papai e uma mamãe que consolam a seu filho depois de cometer um erro; eles o amam tanto que têm medo que se ponha a gritar: “Não, eu não posso mais!”

Eu sou Jesus e os amo. Sou um Ser bom. Os amo. Quero estar em vocês como o estou em meu Pai. Quero encontrar-me dentro do amor de vocês. Meu Pai lhes deu seu amor que é meu amor. Meus filhos, quando rechaçam amar-se a vocês mesmos, é a mim que rechaçam. Eu sou vocês, meus filhos; vocês são eu. Eu os vou ajudar. Eu lhes vou dar o que falta: graças de amor. Venham a mim, meus bem-amados; eu tenho o que lhes falta. Tenho em mim tanto amor. Este amor está em vocês.

Meus queridos, os amo. Venham a meus braços, os dou um lugar. Meus braços estão ali para consolar-los. Sim, eu não posso reprovar-lhes de ser o que são. Vocês são infelizes. Cabe a mim consolar-lhes.

Meus filhos, eu os darei o que falta, para que estejam bem em vocês mesmos. A violência em vocês, meus filhos, os impede de reconhecer-se como filhos da doçura. Eu sou o Amor. Levo em mim a doçura. Eu sou o remédio contra a violência. Toda esta impaciência que sentem quando alguém ou alguma coisa não está de acordo com vocês, os destrói e os torna infelizes. Venham a mim. Eu tenho um bálsamo de paciência que suavizará seu caráter.

Vocês que não tem humor para tolerar, quando em vocês sobe a tensão e a cólera explode, peçam-me ajuda e eu os darei o perdão para vocês e também para aqueles que foram a causa de sua cólera. Meus filhos, tenho em mim uma farmácia para curar cada um de seus males. Eu estou amoroso de cada um de vocês. Eu os amo.

Sim, meus filhos, seu Jesus espera seu sim ao Amor. O Amor está aí, em vocês. Cabe a vocês sós, meus amados, de dizer-me: “Sim, vem, eu te espero.” Eu estou aí, já vou. Jesus está ali, meu pequeno tesouro. Em ti, eu vou. Cuida-te de deixar ver ao outro que tu mesmo. Eu te conheço e te amo tal como tu és. Eu estou em ti. Te amo.

Minha filha, tu minha doçura de minhas dores, entrega, entrega, entrega teu coração, abre, derrama. Teu coração é todo nosso. Te amo. Amém.

Fonte: Tradução livre da mensagem nº 110 de 20 de Maio de 2001, do Primeiro Volume do livro “Amor para todos los míos, Jesus”. Por ‘La hija del sí a Jesús’, editado (em francês) em Granby, Canadá por Les Éditions FJ, traduzido para o Espanhol por Sabino y Sulema Alas. Tradução para o Português por JNW.

Postado por JNW às 17:12 Links para esta postagem

A confissão os liberta de seus erros.

Jesus Amor
Eu, Jesus, Filho do Deus vivo, amo a meus filhos. É no amor que vivo. Eu não posso viver senão que no amor. Meu Pai do Céu, que é amor, deu a seu único Filho por amor. É tão bom o amor. Tudo é amor em mim.

Meus filhos, quando vocês se fazem mal, são vocês sós que sofrem. O mal está em vocês. Eu, que vivo em vocês, sofro ao ver sua dor. Esta dor que os acossa, os destrói; os torna vulneráveis, longe de mim. Qual é então este sofrimento que os acossa, que os faz infelizes, que lhes dá o desejo de não conhecer o amor?

Eu estou em vocês, quero atrair-los para mim. Venham a mim a fim de compreender que o que os faz dano, é de estar longe de mim. Meus filhos, eu sou o Amor. Sou o que lhes falta: o amor interior de vocês. Este sofrimento é para mim. Este sofrimento os torna tão vulneráveis! Eu, que sou a Omnipotência, tudo em mim é graça.

Meus filhos, quando veem a mim, deixem-me todos seus sofrimentos. Eu derramarei em vocês as graças que os ajudarão a suportar suas dores. Eu sou o Amor. Eu tomo seus sofrimentos pois nada me pode alcançar. Eu sou a eternidade. Vocês sofrem sós, meus filhos. Seu sofrimento é o resultado de seus próprios erros. Só eu, meus filhos, posso aliviar-los de tantos sofrimentos.

Eu sou o que morreu por amor a vocês. Foi por vocês, meus amores, que meu Corpo suou. Os ganhei com o suor de minha Vida. Me entreguei a meu Pai por vocês que sofrem. Sou o Amor que entregou a meu Pai todos os sofrimentos de vocês e que foram purificados por mim, Jesus Salvador.

Ninguém pode ir a meu Pai sem passar por mim. Sou eu que carreguei com seus pecados em minha Paião. Tudo foi feito por mim. Eu fiz por cada um de vocês um ato de amor. Vocês foram salvos por mim, seu Libertador, para que sejam filhos benditos de meu Pai.

Meus filhos, vocês conheceram a escravidão. Vocês que sofrem, os dou sua libertação que os conduz para meu Pai. Sim, vocês sofrem meus filhos, por Adão e Eva que cederam ante a tentação de Satanás. Vocês, meus pobres filhos, que sofrem por causa desta falta original, essa é a causa de sua perda. Vocês levam consigo o rastro do pecado que os fez cometer outros pecados e que engendraram outros mais. Eu vim para salvar-los, para dar-lhes a Vida. Vocês estavam mortos para a Vida. Eu vim para dar-lhes de novo por meio de meus sacramentos.

Meus filhos, vocês podem curar-se! Vocês podem por seu sim, dar a seu interior o remédio necessário ao amor que foi ferido em vocês. Eu sou o médico. Não tenham medo, sou todo poder, todo amor. Eu não os condeno. Eu os amo.

Vão a meus filhos prediletos para acalmar suas feridas que os fazem mal, é ai onde estou. Vocês sós podem fazer tudo por seus erros. É a vocês sós de querer curar-se de suas faltas dizendo-me: “Sim, eu quero”. Eu, o Todo-Poderoso, posso curar-los. Lhes darei o amor que os fará avançar até a vida que começou desde seu sim.
 
Eu sou tão amoroso de vocês que me deixo cair em vocês. Vocês que sofrem, lhes dou tudo. Eu sou tudo para vocês. A confissão é a fonte da felicidade para vocês, não um suplicio. Meus filhos, venham ver!. A confissão é um ato de renuncia ao mal. Tudo está em mim. Vocês receberão as graças da santificação que curam e as graças de alegria que lhes dão asas de amor.

Eu, que estou detrás da grade, estou na boca do sacerdote, Sou eu, o Construtor das muralhas de pedra, que branqueou suas próprias pedras. Por seu arrependimento, vocês saem brancos de todas as manchas. Sim,meus filhos, eu os quero. Os quero a todos para mim. Eu os amo. Bendigam meu nome, meus filhos, este sacramento que os tira seu sofrimento e o apaga por toda a eternidade. Eu os amo, meus filhos. Os quero todas comigo, eu, o Amor que é a vida em cada um de vocês.

Vocês são meus filhos da luz. Vocês são, em cada um de vocês, minha luz que brilha, que esclarece. Sim, meus filhos, tudo se esclarece em vocês. Vocês são minha luz, eu em vocês, vocês em mim. Amém, eu os digo, quem vive em mim tem a vida eterna.

Fonte: Tradução livre da mensagem nº 106 de 19 de Maio de 2001, do Primeiro Volume do livro “Amor para todos los míos, Jesus”. Por ‘La hija del sí a Jesús’, editado (em francês) em Granby, Canadá por Les Éditions FJ, traduzido para o Espanhol por Sabino y Sulema Alas. Tradução para o Português por JNW.

“VELAD Y ORAD PARA NO CAER EN TENTACIÓN”

MENSAJE V – Jueves Santo, 1 de abril de 2010

Así dice el Señor Jesús: “Pueblo mío, mi corazón, más que nunca antes, está afligido por los insultos y calumnias vertidos sobre mi cuerpo, la iglesia –el pilar y el fundamento de la verdad – por mucha gente a través de la televisión, internet, periódicos y otros medios de comunicación. Es cierto que algunos pocos de mis sacerdotes en la tierra, de quienes se esperaba que irradiaran la santidad sobre los demás, han pecado de forma inmoral especialmente maltratando y abusando a niños. Pero mi Vicario y representante en la tierra, el Papa, está manejando estos casos con diligencia y prudencia castigando incluso a aquellos que son culpables sin ocultar la verdad. Amigos míos, los que me aman a mí y a mi iglesia, rezad conmigo para que la iglesia salga victoriosa y triunfante después de esta aflicción y sufrimiento temporal. Este es un tiempo de purificación para la iglesia.
La suciedad y la inmoralidad que ha lanzado una sombra oscura sobre mi iglesia es muy pequeña comparada con el océano de obscenidad inmoral que está extendida hoy en la humanidad. Bajo el peso del los pecados de inmoralidad en el que está sumido el mundo, la gente vive en una sociedad permisiva en la que se han perdido todos los valores y principios morales y la integridad y dignidad humana. Se abusa de la libertad como una licencia para hacer todo aquello que a uno le guste especialmente para satisfacer el deseo sexual. No hay diferencia entre lo limpio y lo sucio, entre lo sacro y lo profano. Mi corazón está muy herido por el incremento de la pornografía y de la obscenidad, expuesta y exhibida a través de varios medios de comunicación como internet, móviles, televisión, revistas, periódicos, etc. mediante los cuales millones y millones de personas son llevadas por el mal camino a la impureza sexual y a actitudes licenciosas como la masturbación, la fornicación, el adulterio, el incesto o las violaciones y vejaciones sexuales. Hoy el sexo y la sexualidad son ofertados y vendidos como cualquier otro objeto comercial incluso a través de móviles de internet. Las “call girls” y las prostitutas se exponen en las calles de las ciudades occidentales con ojos de deseo como perros hambrientos de un trozo de carne. La gente de los países prósperos y ricos se va a países pobres en busca de niños para abusar de ellos en hoteles y moteles. Cada día en occidente decenas de miles de personas acuden en cada rincón y esquinas de las ciudades a números de sexo obscenos y a tiendas eróticas.
Se que mis sacerdotes y predicadores del Evangelio, reprochan, reprenden y corrigen a aquellos que viven en la inmoralidad y en el pecado, y les llaman a una vida de santidad que irrita y molesta a los que están sumidos en el pecado y les calumnian y difaman tanto a ellos como a mi iglesia. Repito mi oración por ellos en el Calvario: “Padre, perdónalos porque no saben lo que hacen”. Derramé lágrimas de sangre por esta gente que muere en el pecado de inmoralidad que lleva su alma a la perdición eterna. Amigos míos, estad en vela conmigo para derramar lágrimas por esta gente para que se puedan arrepentir y cambiar de vida sabiendo que los he creado santos y santos a mi imagen y semejanza.
Vosotros, cristianos míos y sacerdotes, durante este tiempo de insulto y de burla, debéis discernir y saber lo que el mundo espera de vosotros. El mundo espera una vida santa por parte de aquellos que me siguen y en especial de parte de mis sacerdotes quienes son llamados de una forma muy especial otros Cristos. El mundo no tolera ni la más pequeña suciedad en vuestra vida. Cuando os convertís en presa del pecado y de la inmoralidad, mi santo nombre es el que es profanado y difamado ante los demás. Tenéis que estar equipados con santidad de vida de tal forma que podáis desafiar a aquellos a vuestro alrededor así como yo desafié a los judíos, “quién de vosotros puede acusarme de pecado”.
Hoy cuando conmemoráis el día en el que instituí el sacerdocio y la Santa Eucaristía, lanzo este desafío a cada sacerdote de la tierra: sed santos como yo soy santo en todos los aspectos de vuestra conducta. Tenéis que ser irreprochables, mesurados, con autodominio, decentes, hospitalarios, capaces de enseñar y guiar porque la gente busca de vosotros instrucción como mensajeros míos. No debéis emborracharos, ni ser agresivos con la gente, polémicos, o amantes del dinero. Tenéis que mantener vuestra reputación y dignidad como mis sacerdotes, y todo mi pueblo, ancianos, jóvenes y niños deben poder acercarse libremente a vosotros sin ningún tipo de temor o inhibición. Corregid a la gente mayor como un padre, tratar a las mujeres mayores como madres, tratad a los chicos como hermanos, a las chicas como hermanas y a todos los niños como ángeles. Lavad diariamente vuestro corazón y vuestros sentidos en mi sangre que fluye de mi corazón que os ama, la sangre que humedece vuestros labios en la santa Misa. En todos vuestros ministerios, queridos sacerdotes, llevad a mi gente a la vida en santidad lo cual es mi voluntad para todos. No tengáis miedo, soy la cabeza de mi cuerpo, la iglesia, las puertas del mundo de las tinieblas no prevalecerán contra ella. Os reuniré y os ofreceré a mi Padre en el cielo como conciudadanos de los santos.”

Fuente: Padre James Manjackal M.S.F.S

Eu te quero aqui.

Jesus Amor
Minha filha, é pela vontade de Jesus, teu Amoroso, que tu estas aqui. Eu te amo e te quero em mim, minha filha.

Todas estas pessoas vieram aqui buscar uma cura interior que se refletirá exteriormente. Toda pessoa que busca em seus interior encontra o amor, meu amor. Quantas entre elas estão infelizes por sentirem-se mal queridas? Elas são vítimas do Mal. O Maligno é tão perverso que se torna dono dos sentimentos de vocês. Minha bem-amada, tu que te entregas-te a mim, permanece em mim.

Meus filhos, eu sou o protetor de suas emoções. Entreguem-me seus sofrimentos interiores e exteriores. Só eu sou seu Salvador. Eu posso tudo para vocês. Eu, Jesus, sou afetuoso com vocês, meus filhos.

Muito breve, cada um de vocês virá a mim por meio do Espírito Santo. Cada um de vocês verá a seu Jesus, o Salvador do Mundo. Quero atrair para mim a todos os meus filhos.

Cabe a vocês reconhecer o que os afastou de mim em vocês, com o fim de que encontrem o que não é, meus filhos. Tudo está em mim. Só eu sou a Luz. Eu sou sua Luz. Vocês não podem encontrar o que não está em vocês. A luz que não está acesa não pode mostrar-lhes seus erros. Meus filhos, vocês são tão débeis por causa de seus maus costumes.

Vocês se prejudicam constantemente. São como cegos que se movem na escuridão, sem saber o que há diante deles. Vocês se prejudicam, meus queridos. Venham a seu Jesus de Amor. Eu sou a Luz que lhes mostrará o que não enxergam. Eu sou tão bom, tão misericordioso. Eu lhes mostrarei com tanto amor que sentirão imensas alegrias. Tudo está em cada um de vocês.

Eu, meus filhos, estou dentro de vocês detrás desta porta cerrada por sua ignorância ante o Amor. Meus filhos de Amor, deixem entrar o Amor. Não tenham medo. Eu não lhes farei nenhum mal. O mal não existe em mim. Não se assustem, eu sou doce e humilde de coração. Meu coração está aberto para vocês, meus filhos de Amor.

Sim, eu sou o Amor! Eu os amo, vocês os pequeninos de meu pai Celestial. Deixem-me mostrar-lhes o Amor que está ai, pronto a entrar em vocês, onde é seu lugar. Meus filhos, não rechacem ao que morreu por amor para vocês. Venham a mim, os benditos de meu Pai e eu lhes darei a vida eterna, a que nunca termina. Jamais conhecerão a dor; tudo é tão formoso, tão perfeito! Meus filhos, eu estou em vocês e vocês em mim. Estaremos juntos. Eu os amo.

Minha bem amada, tu que escreves para teu Jesus de amor, te amo. Sim, teu sim de amor é a fonte de eternas alegrias. Eu os bendigo, vocês que ouvem minha palavras em seus corações. Amém.

Fonte: Tradução livre da mensagem nº 103 de 18 de Maio de 2001, do Primeiro Volume do livro “Amor para todos los míos, Jesus”. Por ‘La hija del sí a Jesús’, editado (em francês) em Granby, Canadá por Les Éditions FJ, traduzido para o Espanhol por Sabino y Sulema Alas. Tradução para o Português por JNW.

Isto foi a maior das dores. É a Grande Perda.

Jesus para Luisa
“Minha Filha, na Criação uma foi a Vontade que saiu em campo para criar todas as coisas, e pelo direito só a esta correspondia o domínio, o regime e o desenvolvimento de sua mesma Vida em cada coisa e ser por Ela criada. Agora, o homem subtraindo-se de nossa Vontade, não foi mais uma vontade que reinava sobre a terra, senão duas, e como a humana era inferior a Divina, se esvaziou de todos os bens deste Fiat Supremo e fazendo a sua tirou o lugar da Vontade Divina, e isto foi a maior das dores, ainda mais que esta vontade humana havia saído e havia sido criada pela Vontade Divina para que fosse propriedade sua, domínio seu. Agora, o homem com o subtrair-se da nossa, se fez réu por roubar os direitos divinos, e fazendo sua vontade, nada mais permanecia das coisas criadas por este Fiat, assim que devia encontrar um lugar onde não se estendera nossa obra criadora, porem isto era impossível, este lugar não existe, e enquanto não estava com nossa Vontade, tomava as suas coisas para viver, se servia do sol, da água, dos frutos da terra, de tudo, e estes eram roubos que nos fazia. Assim que o homem não fazendo nossa Vontade se tornou ladrãozinho de todos os nossos bens.
Como foi doloroso ver que a Criação devia servir a tantos desertores, a tantos que não pertenciam ao Reino do Fiat Divino, e por quantas criaturas deviam vir a luz e não deviam viver em nosso Reino e fazer-se dominar por nossa Vontade, tantos lugares perdia sobre a terra. Sucedeu como em uma família que vez de que mande e domine o pai, mandam e dominam os filhos, os quais nem sequer estão de acordo entre eles, há quem manda uma coisa e quem outra; qual é a dor deste pobre pai a ver-se tirado o domínio sobre os filhos e ver a confusão e a desordem nesta família? Muito mais doloroso foi para meu Fiat Supremo que a obra de suas mesmas mãos criadoras lhe tirava o domínio, e fazendo sua vontade se pôs em contra da minha tirando-lhe o direito de reinar. Minha filha, o não fazer a minha Vontade é o mal que encerra a todos os males, é o desplume de todos os bens, é destruição da felicidade, da ordem, da paz, é a grande perda de meu Reino divino”.

Fonte: Libro de Cielo de Luisa Piccarreta. Parte do relato do dia 26 de Março de 1927. Tradução do Espanhol para o Português por JNW.